juliana fundacao

Não foi em vão acreditar e defender a inteligência do Estado. Hoje, o Tribunal de Contas do RS baixou uma decisão que invalida os atos de Sartori para extinguir nossas fundações.
Anteriormente, a justiça gaúcha havia, em inúmeras situações, nos dado razão. No entanto, agora, definitivamente, o governo vai ser obrigado a obedecer a determinação do nosso Tribunal de Contas.
Com isso, os órgãos governamentais responsáveis pela inteligência estatal terão que ser recompostos.
Lutamos sempre e, em todos os palcos possíveis, recorremos à Procuradoria Geral do Estado, ao Tribunal de Justiça, ao Ministério Púbico e, também, junto ao Tribunal de Contas.
Não é possível assistirmos, apáticos, uma gestão destruir aquilo que foi construído, há anos, em nosso Rio Grande. Nem mesmo no período da ditadura os governadores nomeados tentaram tanto.
Hoje, ganham os servidores das fundações, ganham as empresas gaúchas e prefeituras que desfrutavam dos serviços das nossas fundações.
Mas, sobretudo, ganha o povo do Rio Grande do Sul!