JULIANA BRIZOLA 696x464

Líder da bancada do PDT na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Juliana Brizola protocolou um projeto de lei que visa estabelecer a utilização do sinal aberto da rádio FM Cultura e da TVE, respectivamente, para veicular conteúdo educacional durante o período de isolamento social decorrente da Covid-19.

A deputada protocolou o texto nessa segunda-feira. Desde 19 de março, as atividades escolares foram suspensas para frear o contágio do coronavírus. Hoje, o governador Eduardo Leite já confirmou que o calendário letivo não vai ser retomado em 4 de maio, como previa um decreto estadual em vigor. “As aulas não voltarão na segunda-feira”, esclareceu.

Juliana Brizola explica ter recebido inúmeros relatos de pais e alunos de que não há um plano coordenado pela Secretaria de Educação para propiciar o ensino à distância aos estudantes. Na prática, a deputada adverte que as escolas vêm desempenhando atividades sem supervisão e amparo pedagógico.

“É de suma importância que a Secretaria de Educação, utilizando-se dos mecanismos do Estado, organize uma grade curricular que leve em conta série e conteúdo programático e a distribua na programação de rádio e televisão, no decorrer da semana, promovendo meios para que o ensino à distância seja acessado ou, ao menos, esteja disponível a todos os alunos da rede pública”, justifica.

Para Juliana, além da rede mundial de computadores, que necessita do acesso à internet, a utilização de um sinal aberto é mais um mecanismo para fazer com que o acesso à educação chegue a todos, uma vez que existem aparelhos de rádio e TV em grande maioria dos lares.

A matéria encabeçada pela pedetista no Legislativo já é discutida internamente entre integrantes do governo ligados às pasta da Educação e da Comunicação.

Ontem, o deputado Gabriel Souza (MDB) já havia protocolado um texto exigindo que o Executivo apresente um plano de recuperação do calendário letivo.