Eleição para a FAMURS 2019

ESPIONAGEM NA PETROBRAS - 2013

Autor: Desconhecido

Reproduzido pelo Movimento Autenticidade Trabalhista

 
Nem tudo se resume no mundo a ser pró ou contra a Dilma, o propósito do EUA certamente não é monitorar a presidência de um país que tem longa tradição de pacifismo, que renunciou à construção da bomba atômica e que não alberga nenhuma rede terrorista nem tem conflitos étnicos, políticos ou raciais.
Certamente o interesse dos americanos é obter segredos comerciais.

Se fosse o FHC ou o Aécio, os americanos não fariam diferente.
A espionagem dos EUA invadiu comunicações da Petrobras apesar de Obama dizer que não sabia de nada (como é moda de alguns presidentes) .
De olho na estratégia brasileira para a exploração de uma das maiores riquezas naturais da atualidade – o Pré-Sal com seus bilhões de barris de petróleo- os Estados Unidos espionaram a Petrobras para obterem informações sigilosas e vantagens competitivas, segundo novas revelações do jornalista Glenn Grenwald,  o ex-analista da Agência de Segurança Nacional (NSA) Edward Snowden.
O Brasil exigiu um pedido de desculpas formal e Barack Obama, durante a reunião do G20 - líderes das principais economias - na Rússia e o presidente norte-americano, após a reunião, disse que iria investigar as alegações.
É bom lembrar que autoridades norte-americanas, incluindo Obama em uma viagem ao Brasil em 2011 e também uma visita em junho do vice-presidente Joe Biden, citaram a importância de novas grandes descobertas de petróleo no país e assinalaram intenções de trabalhar em estreita colaboração com o país para as necessidades energéticas do futuro.

Seria bom lembrar que é de Getulio a frase: O PETROLEO É NOSSO.