eduardo loureiro 230120 G
Em reunião ordinária na manha desta terça-feira (17), a Comissão de Assuntos Municipais, presidida pelo deputado Eduardo Loureiro (PDT), aprovou a realização de audiência pública para debater o Sistema de Governança e Gestão Estratégica de Água e Esgoto (GESAE), elaborado pelo Conselho Federal de Administração (CFA).
O requerimento, aprovado por unanimidade, é de autoria do deputado Eduardo Loureiro (PDT). A audiência será realizada em parceria com a Famurs e terá a Corsan, prefeitos, vereadores e secretários municipais como convidados, além de outras entidades.
Os deputados foram informados que a audiência pública aprovada para tratar do sistema de telefonia móvel prestado aos municípios do Médio Alto Uruguai, solicitada pelo deputado Gilmar Sossella (PDT), está agendada para o dia 18 de maio, em Caiçara.
Em Assuntos Gerais, o deputado Pedro Ruas (PSOL) solicitou atenção da comissão às demandas que estão chegando de municípios, relacionadas com ocupações urbanas.
Participaram da reunião os deputados Eduardo Loureiro (PDT), presidente; Missionário Volnei (PR), vice-presidente; Edegar Pretto (PT); Jeferson Fernandes (PT); Álvaro Boessio (PMDB); Adolfo Brito (PP); Pedro Pereira (PSDB); Sérgio Peres (PRB); e Pedro Ruas (PSOL).

mISSOES lOUREIRO 229780 G

Desde 2002, a pé ou de bicicleta, turistas e moradores da região Noroeste se aventuram por estradas antigas abertas pelos padres jesuítas e índios guaranis para fazer o Caminho das Missões, trajeto que conforme proposição aprovada na Assembleia Legislativa nesta terça-feira, dia 10, passa a ser declarado de relevante interesse cultural dos gaúchos, passando a integrar o Calendário Oficial de Eventos do Estado. O projeto de lei, de autoria do deputado Eduardo Loureiro (PDT), passou por unanimidade e agora será segue para sanção do governador José Ivo Sartori.

O Caminho das Missões é um roteiro turístico de aventura, histórico, cultural e religioso, percorrendo antigas estradas de chão batido que ligavam as reduções jesuíticas-guarani, com início em São Borja, onde ocorreu a primeira redução do segundo ciclo missioneiro, no ano de 1682. O caminho, cada vez mais procurado por turistas também de fora do Estado e do Brasil, termina em frente à Catedral Angelopolitana, em Santo Ângelo.

No trajeto, peregrinos passam por Garruchos, para visitas em estâncias às margens do Rio Uruguai, seguindo por São Nicolau, onde situa-se primeira redução do primeiro ciclo missioneiro, a partir de 1626. Na sequência, visitam São Luiz Gonzaga (1687) e o distrito de São Lourenço (1690); continuando até Caibaté, no Santuário de Caaró, local ocorreu o martírio dos Três Santos Mártires Missioneiros: Roque Gonzales, Afonso Rodrigues e João de Castilho. Na etapa final, chegam em São Miguel das Missões, no expressivo sítio arqueológico tombado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, indo depois até a Redução São João Batista, já em Entre-Ijuís, e concluindo o percurso em Santo Ângelo, última redução dos 30 povos missioneiros na América do Sul, datada de 1706.

Loureiro 228581 G

 

Instituída por lei em 2016, a Semana Estadual de Conscientização e Orientação Sobre Síndrome de Down aqui no Estado chega em sua segunda edição com uma vasta programação na Capital e em diversas cidades no interior. A abertura das atividades ocorre na próxima-segunda-feira, dia 19, às 13h30, no Plenarinho da Assembleia, com debate Nós Podemos, Nós Queremos - Direitos, Autonomia e Inclusão.

Autor da lei que criou a Semana do Down no Rio Grande do Sul, o deputado Eduardo Loureiro (PDT) observa que, mesmo sendo apenas o segundo ano dela em vigor, as ações que estão sendo organizadas em todo o Estado demonstram que o evento já se consolida como importante ferramenta no combate ao preconceito, por meio de atividades do movimento Down gaúcho em parceria com o poder público voltadas à compreensão, apoio, educação, saúde e qualidade de vida das pessoas com Síndrome de Down no Rio Grande do Sul. Uma das atrações da programação é a roda de conversa Mercado de Trabalho – Como Chegar Lá?, prevista para quinta-feira, dia 22, no Espaço de Convergência do Palácio Farroupilha, das 9h às 12 horas.

A 2ª Semana Estadual sobre Síndrome do Down é uma realização conjunta da Assembleia Legislativa, Ministério Público, Faders, Defensoria Pública, Governo do Estado, Associação dos Familiares e Amigos do Down de Porto Alegre (Afad-Poa) e dos movimentos ligados ao tema no interior do Estado. Além da Capital, estão previstas atividades em Santo Ângelo, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Gravataí, Pelotas, São Gabriel, São Leopoldo, Bagé, Dois Irmãos, entre outras cidades. Acesse a programação e participe (www.facebook.com/SemanaConscientizacaoDown2018)

João Silvestre

Assessoria de Imprensa - Reg. MTb 9320

loureiro canto missioneiro 229107 G

O festival Canto Missioneiro da Música Nativa de Santo Ângelo será declarado iniciativa de relevante interesse cultural para os gaúchos, passando a integrar o Calendário Oficial de Eventos do Estado. Esse é o resultado do projeto de lei de autoria do deputado Eduardo Loureiro (PDT), aprovado na sessão plenária desta terça-feira na Assembleia Legialtiva, por 47 votos a favor e nenhum contrário.

 O Canto Missioneiro da Música Nativa, promovido pela Prefeitura de Santo Ângelo através da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Juventude, ocorre no município há 10 anos, fomentando e incentivando a criatividade de compositores e intérpretes com letras e músicas ligadas à temática regionalista, propiciando um espaço à revelação de novos talentos e difusão de suas realizações artísticas.

 Por outro lado, possibilita a divulgação do município, através de atrações nativistas, tradicionalistas e culturais, desenvolvendo na população o apreço pelas manifestações artísticas sul-rio-grandenses. “Mais do que revelar talentos e difundir nossa cultura, o Canto Missioneiro representa o resgate de uma forte tradição de festivais que durou anos na capital das Missões, sendo retomado durante nossa gestão à frente da Prefeitura de Santo Ângelo, uma marca que me deixa muito honrado”, destacou o deputado. O projeto agora segue para sanção do governador José Ivo Sartori para virar lei. 

Loureiro noticia6433

 

A região missioneira está muito próxima de conquistar um serviço de especialidade médica pelo SUS dos mais importantes e necessários. Nesta semana, a Comissão Intergestora Bipartite da Secretaria de Saúde do Estado aprovou o projeto de implantação do atendimento em oncologia no Hospital Santo Ângelo. Agora, o processo segue para avaliação final do Ministério da Saúde, assim que a portaria com essa decisão da comissão for publicada no Diário Oficial, o que deve ocorrer na próxima.

Para o deputado Eduardo Loureiro, essa é uma das maiores lutas em prol da saúde pública na região, sendo pauta de inúmeras reuniões com o secretário de Saúde João Gabardo dos Reis para destravar a questão. Atualmente, os moradores dos 24 municípios que compõem a 12ª Coordenadoria Regional de Saúde que necessitam atendimento oncológico precisam se deslocar a Ijuí ou Santa Rosa. De acordo com o responsável pela coordenaria, Iuri Sommer Zadolotski, a região atende dois pré-requisitos para pleitear o credenciamento junto ao governo federal, ter mais de 290 mil habitantes e registrar 900 casos novos de câncer ao ano.

O provedor do Hospital Santo Ângelo, Odorico Bessa Almeida, comemora essa etapa superada e diz que o atendimento em oncologia vai consolidar ainda mais a instituição como referência regional em saúde pública. Os municípios que integra a 12ª Regional de Saúde são Bossoroca, Caibaté, Cerro Largo, Dezesseis de Novembro, Entre-Ijuís, Eugênio de Castro, Garruchos, Guarani das Missões, Mato Queimado, Pirapó, Porto Xavier, Rolador, Roque Gonzales, Salvador das Missões, Santo Ângelo, Santo Antônio das Missões, São Borja, São Luiz Gonzaga, São Miguel das Missões, São Nicolau, São Pedro do Butiá, Sete de Setembro, Ubiretama e Vitória das Missões.