PDT RS

Diretório Estadual do Rio Grande do Sul

Internacional Socialista

Próximos eventos

Nenhum evento encontrado

Eleições 2018 Clique para acessar as informações

internacional

A Internacional Socialista, ou II Internacional, é um fórum de ideias e discussões, que reúne 170 organizações partidárias afins de natureza social e democrática, de 120 países de todos os continentes. Lá estão representados partidos socialistas, social-democratas e trabalhistas. Sua atual organização é originária da II Internacional, que surgiu em 1889, em Paris, a qual, por sua vez, derivava da Associação Internacional do Trabalho, na verdade, a I Internacional, e formada em Londres por Karl Marx e Friedrich Engels, em 1864.

Esta reunia representantes do movimento operário europeu. Já a III Internacional foi formada em Moscou, em 1919, pelos bolcheviques, após a tomada do poder na Rússia, e dissolveu-se em 1943, sob influência stalinista. A IV Internacional foi fundada pelos trotskistas. Hoje a Internacional Socialista é presidida pelo ex-primeiro-ministro da Grécia George Papandreou. Tem como sescretário-geral Luis Ayala, do Chile, e o presidente nacional do PDT, deputado federal Vieira da Cunha, como um de seus vice-presidentes. Vieira é o segundo brasileiro a ocupar o posto. Antes, apenas Leonel Brizola havia alcançado tal posição.

O PDT se tornou membro efetivo (full member) da IS no Congresso realizado em Estocolmo, na Suécia, em 1989. Foi o primeiro partido brasileiro a integrar os quadros do organismo e Brizola o primeiro brasileiro a eleger-se vice-presidente da Internacional Socialista. O Congresso da Internacional, que também comemorou o centenário da organização, debateu temas de significação mundial como o desarmamento, as relações Norte-Sul, a defesa do meio-ambiente e a crise econômica que vem castigando grandes contigentes da humanidade, com destaque para a injustiça e o endividamento dos países do Terceiro Mundo.

A Suécia, que sediou aquele encontro, ofereceu uma recepção carinhosa a Leonel Brizola, em homenagem à sua eleição para vice-presidência e a da admissão do PDT como membro pleno do organismo. Estocolmo, a capital, foi coberta de cartazes gigantescos, como noticiou a “Folha de S. Paulo”, de 16/6/89, com fotos do líder do PDT, numa extensão que ia das estações centrais do metrô até as mais remotas praças públicas do município. Essa honraria foi extensiva a pelo menos outras cinco personalidades políticas mundiais presentes ao Congresso: Willy Brandt, a Primeira-Ministra norueguesa Gro Harlem Brundland, Oliver Tambo, do Conselho Nacional Africano, Julius Nyerere, da Tanzânia, e Neil Kinnock, da Inglaterra.

Outros líderes social-democratas de todas as partes do mundo, acompanhados de suas delegações, participaram do encontro. No total, foram mais de 800 convidados que invadiram Estocolmo, a partir do dia 20 de junho. Sadinistas da Nicarágua, argentinos, espanhóis, austríacos, finlandeses, australianos, holandeses, italianos e brasileiros pedetistas formaram suas próprias bancadas nesse congresso. Brizola aproveitou o ensejo de sua viagem à Europa para dialogar, ainda em Estocolmo, com os dirigentes da Anistia Internacional, esta prestigiosa instituição, que granjeou respeito mundial, por sua independência e seriedade na defesa dos direitos humanos .

Brizola pediu à organização de uma investigação a fundo em torno das verdadeiras origens dos milhares de assassinatos que vêm vitimando jovens, muitos deles menores, no Rio, São Paulo e nem quase todas as grandes cidades brasileiras. Os congressos plenos da IS realizam-se de três em três anos numa cidade previamente determinada e o seu Conselho (incluindo todos os partidos membros) se reúne duas vezes por ano.

Reuniões da direção (presidium) e dos líderes partidários ocorrem regularmente, assim como conferências sobre temas palpitantes. Comitês, conselhos e grupos de estudos foram criados para o exame de temas como a paz, segurança, desarmamento, política econômica, desenvolvimento, meio ambiente, direitos humanos, América Latina, Oriente Médio, Leste Europeu, África, povos indígenas, finanças e administração. Tais comitês e grupos de estudo têm programas específicos de trabalho e se reúnem regularmente. A Internacional também envia missões a vários países e regiões do mundo. Como um a organização não governamental, a Internacional colabora com as Nações Unidas e trabalha com outras organizações internacionais.

Visite o site da Internacional Socialista: http://www.internacionalsocialista.org

Porto Alegre
Leia aqui as noticias de Porto Alegre

Seminário Interativo traz especialistas para falar sobre Bullying, Justiça Restaurativa e Suicídio

arrow_forward

Câmara celebra os 58 anos da Associação dos Delegados de Polícia

arrow_forward

Mobilização em Defesa do DMAE marca a Semana da Água em Porto Alegre

arrow_forward

Vereadores analisam situação das mães presidiárias

arrow_forward

Mauro Zacher cria Frente Parlamentar em defesa do sistema de abastacimento de água de Porto Alegre

arrow_forward
Diretório Metropolitano e Câmara de Vereadores